INTOLERÂNCIA

MONICA

Coluna publicada no Jornal O CIDADÃO – Edição 276

Começo minha coluna com um fato que venho observando, principalmente nas redes sociais: A Intolerância!! O uso intensivo das redes sociais está contribuindo para a formação de perfis marcados pela intolerância e pelo radicalismo. Diariamente, surgem polêmicas e debates nas redes cujos participantes parecem tomados por uma fúria cega contra toda e qualquer opinião divergente. O problema é que quase ninguém tem consciência disso. Você já percebeu como muitas pessoas tem agido de forma intransigente em diversas polêmicas que surgem na internet? Quando uns defendem seus partidos políticos ou seus governantes são geralmente rotulados de COXINHAS ou MORTADELAS; quando apoiam seus prefeitos são suspeitos de levar alguma vantagem da Prefeitura; quando tem uma religião acreditam que só está e o verdadeiro caminho e as demais vão lhe levar para o inferno; quando torcem por um time os que são torcedores de outros sofrem com adjetivos que nem devo mencionar e por aí vai! Provavelmente, você já deve ter se envolvido em alguma delas. E você já deve ter reparado que muitas dessas pessoas formam blocos de opiniões opostos, radicais sem nenhum espaço para mediações. As pessoas refutam, com os argumentos mais simplistas e ofensivos, todo questionamento às suas opiniões a respeito do assunto, ainda que seu nível de conhecimento sobre o mesmo seja mínimo. Estamos muito intolerantes, e todos perdemos com isso, pois tornamos o convívio entre as pessoas muito difícil, e as relações bastante fragilizadas. Como anda seu nível de intolerância? Como resgatar e exercitar a tolerância no dia a dia? Considere sua relação e convívio com outras pessoas, inclua o respeito, entenda o próximo como a você mesmo, com defeitos e sofrimentos, aceite sua individualidade, suas expectativas, sua maneira de lidar com os acontecimentos da vida. Cada ser humano é ÚNICO, por isso cada um de nós tem seu tempo, seus valores, suas raízes, crenças e paixões. Sermos tolerantes nos torna mais amáveis, possibilitando o convívio com o outro de uma forma mais harmoniosa!

Sem comentários aqui.

Deixe uma resposta

Deixe sua opinião aqui. Seu e-mail será mantidos em sigilo.